7 Técnicas de seo para produção de texto: Saiba Todos os Macetes para ficar em 1º (A terceira é TOP)

7 Técnicas de seo para produção de texto: Saiba Todos os Macetes para ficar em 1º (A terceira é TOP)

Não é de hoje que o Google se tornou o “carro chefe” de toda a internet. Sendo assim hoje é quase imprescindível que você conheça várias técnicas de seo para produção de texto.

Essas técnicas permitem com que os buscadores e “robôs” do Google facilite com que seu texto seja mais facilmente encontra como uma boa opção. Mas isto não significa, claro, que elas por si só vão fazer todo o trabalho.

Mesmo assim as técnicas de seo para produção de texto são parte chave de um bom marketing digital. Hoje estou aqui para trazer um bom serviço te mostrando as principais, vamos lá?

Técnicas de seo para produção de texto

7 Técnicas de seo para produção de texto: Saiba Todos os Macetes para ficar em 1º (A terceira é TOP) 1

Primeiramente vamos começar com um conceito bastante básico. A sua palavra-chave é o termo de pesquisa que deve retornar o seu site.

Não necessariamente a palavra-chave é uma palavra só. Até porque você não busca o cinema mais próximo da sua casa só digitando cinema. Nem mesmo busca um celular para comprar digitando só celular no Google.

Assim a palavra-chave às vezes é chamada de frase-chave ou keyphrase. Tudo vai depender bastante de onde você quer ser encontrado.

As palavras-chave secundárias são uma opção interessante para quem quer seu texto indexado em mais lugares. Mas não merecem tanta dedicação quanto a principal.

1 – Manter uma boa densidade de palavras-chave

Para evitar que você simplesmente queira aparecer em qualquer resultado de busca o Google lê o seu texto e analisa para saber se ele tem a ver com o conteúdo.

Se você inseriu a palavra-chave, mas ela não tem qualquer tipo de relação com o texto, o Google vai tratar ele como um belo SPAM.

Sendo assim eu recomendo para você ter uma boa densidade de palavras-chave dentro do seu texto. O que é uma boa densidade? Digamos que entre 0,5% a 2,5% do total de palavras.

Mas para deixar mais fácil eu faço as contas, cerca de 1 vez entre 40 a 200 palavras. Não use mais do que isso, senão o Google também entende que você está tentando trapacear.

Essa distribuição também deve ser feita levando em conta os subtítulos. É importante que você tenha pelo menos 1/3 deles com a sua palavra-chave.

No caso de uma palavra-chave secundária é interessante fazer ela aparecer uma vez no texto e nos subtítulos. Se isso for realmente fazer sentido.

Este artigo pode te auxiliar nisso: Como escolher palavras-chave para artigos?

2 – Utilize negritos, itálico e destaques nas palavras-chave

Normalmente este fator não é considerado pela maioria dos escritores. Entretanto é crucial dar um destaque de vez em quando para sua palavra-chave.

Os mais comuns são o negrito e o itálico, mas você pode também dar uma de “hacker” e colocar uma tag html chamada <strong>. Ela serve basicamente para mostrar que aquele conteúdo é importante.

No visual a palavra vai só parecer que está em negrito. Porém faz toda a diferença para os buscadores.

3 – Use a palavra-chave para posicionar os links interno e externo

O Google presa também por textos bem estruturados. Então não basta sair por aí simplesmente jogando informações. Sendo assim escolha colocar pelo menos 1 link externo e 1 link interno no seu texto.

Um link interno é aquele que faz voltar para algum ponto dentro do seu domínio. Já o externo é aquele que vai apontar para um domínio diferente do seu.

Colocar um de cada é realmente importante para o Google. Mas não exagere, colocar muitos links internos pode deixar o seu site com cara de SPAM para o buscador.

Então simplesmente tente fazer com que no início do texto você tenha um link interno em cima da sua palavra-chave. Seria legal também colocar um link externo no final, não necessariamente sobre a palavra-chave.

Só se lembre que usar um link externo para a concorrência vai gerar autoridade para alguém que está disputando com você. Não é nem de perto uma boa idéia.

4 – Use palavras de transição

As palavras de transição são utilizadas para fazer com que seus textos sejam cada vez mais suaves de se ler. O Google preza muito pela facilidade da leitura.

Então quanto mais simples e fluído, melhor. Mas como uma máquina consegue entender se seu texto é fácil de ler? Pela quantidade de palavras de transição!

Este termo é complicado, eu sei, porém vou deixar alguns exemplo das mais comuns aqui:

  • Mas
  • Entretanto
  • Porém
  • Primeiramente
  • Afinal
  • Embora
  • Então

Este é um assunto bastante extenso, realmente não dá simplesmente para tratar dele em um tópico só. Mas quem sabe eu não escrevo um artigo só sobre isso? Se você quiser, deixe um oi aí nos comentários afirmando sua vontade.

5 – Seja natural e objetivo

Aqui não é tanto um conselho de SEO, porém é tão importante quanto. Não fique tão preocupado só com as técnicas de seo para produção de texto. Às vezes é melhor ter uma pontuação ligeiramente menor no SEO do que ninguém ler o que você escreveu até o final.

Sério mesmo, existem pessoas que escrevem textos incompreensíveis e cheios de coisas estranhas só para encaixar palavras-chave em todo o canto. Não há ideia pior para quem quer vender um produto ou serviço no final.

Ter um bom copywriting às vezes vai significar sacrificar o SEO um pouco.

Outro ponto crucial que o Google analisa é a quantidade de ações e tempo gasto na página. Se o seu texto não tem pé nem cabeça as pessoas saem dele de forma muito rápida.

Quando o Google observa que seu site tem uma evasão em massa com pouco tempo, não tem como não marcar seu site com baixa qualidade. Isso faz com que todas as suas técnicas de seo para produção de texto vão por água abaixo.

6 – Jamais use conteúdo automatizado

Alguns gênios dos algoritmos conseguiram criar meios de gerar conteúdos de forma automática e com SEO impecável. É possível gerar literalmente centenas de textos em segundos.

Mas os textos visivelmente não são nem um pouco parecidos com algo que uma pessoa produziria. As frases podem ficar sem sentido ou mesmo escritas de um jeito estranho e formal demais.

Tudo isso era feito para se alimentar técnicas que chamamos de SEO Black Hat. Porém é óbvio que o objetivo não era informar ninguém.

Então o Google tratou de inserir mais um algoritmo que detectasse este tipo de conteúdo. Assim seu site inteiro pode ser prejudicado por conta deste tipo de atitude preguiçosa.

Não caia na tentação! Faça conteúdo de qualidade sempre!

7 – Escolha uma palavra-chave que alguém busque

Por último também vale lembrar de um detalhe básico, não adianta estar em primeiro lugar de uma busca que ninguém faz! Afinal de contas seu texto nunca será lido ou encontrado.

Sendo assim foque em uma palavra-chave que seja fácil de ranquear e que tenha pelo menos umas 100 buscas mensais ou mais. Exagerar também e escolher alguma com milhões de buscas só vai te fazer ficar na milésima página de resultados.

Uma ótima ferramenta gratuita para isto é a Ubersuggest. Ela consegue realmente trazer uma análise rápida da situação. Dá uma travada às vezes, eu admito. Mas ainda assim vale bem a pena.

Estas são as principais técnicas de SEO para produção de texto:

  • Manter uma boa densidade de palavras-chave
  • Utilize negritos, itálico e destaques nas palavras-chave
  • Use a palavra-chave para posicionar os links interno e externo
  • Use palavras de transição
  • Seja natural e objetivo
  • Jamais use conteúdo automatizado
  • Escolha uma palavra-chave que alguém busque

Por hoje é isso. Espero ter dado alguma luz sobre o assunto. Mas se precisar de alguma dica extra deixe aí nos comentários, ok?

Compartilhe este Post:

4 comentários em “7 Técnicas de seo para produção de texto: Saiba Todos os Macetes para ficar em 1º (A terceira é TOP)”

Deixe um comentário